Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos

Mulheres não tão famosas....
 

Fico pensando aqui em meu canto, porque quando alguem escreve sobre mulheres e principalmente no dia delas, pegam como exemplos as celebridades em geral quer seja do meio artistico ou que fizeram e participaram da história.
 
Reparam que raramente quando se escreve, alguem fala da mulher do seu cotidiano, salvo raras excessões como por exemplo: A sua propria mulher, a namorada, a amante, a vizinha, a mulher que sofre pelos becos e vielas em fim por diversas mulheres que ficam na labuta diária.
 
Eu posso e falo com orgulho de uma mulher em especial Dona Orita, uma mulata lavadeira, bonita e muito azarada. Quando menino e saia com ela, eu ficava puto da vida quando olhavam para a minha mãe, daqueles olhares de cobiça dos caras em cima daquela mulata viuva e bonitona, eu jogava pedra e tudo.. rsrsr.  Uma mulher que ficou viuva aos quarenta e cinco anos, com seis filhos e só um maior de idade, nao se fez de rogada, foi a luta encarar tanque e mais tanques de roupas para criar seus filhos. Uma mãe que enterrou um filho de quarenta e tres anos (meu irmão morreu de aneurisma no dia do aniversário dela) e teve forças para dizer em seu enterro que o abençoava e que ele fosse com Deus, uma autentica guerreira e em nome delas que aproveito para saudar a todas as mães neste e em todos os dias, pois o dia da mulher para mim é todos os dias.
 
Tem minhas filhas Gabriela e Mariana, minha maridas.. rsrsrs, mulheres meninas especiais para mim, e entendo que todo pai tem a obrigação de cuidar e zelar, e aproveito para dar uma dica aos pais novos, quando a esposa estiver gravida, converse com seu filho ainda na barriga, de muitos beijinhos, quando nascer e a esposa por o nenem para mamar, pegue e coloque você a criança para golfar, participe de toda a vida da criança e veras a recompensa, então eu aqui aproveito para homenagear a todas as mulheres que são filhas, queridas e amadas e mesmo aquelas esquecidas por pais irresponsáveis, fiquem triste não, pois os daqui podem ate te-las abandonado, mais tem um pai e amigo la em cima que te adoram e te ama muito.
 
Temos também as nossas musas, seres especiais que tanto prazer nos dão, quer seja o prazer da inspiração, o prazer e estar junto, o prazer de querer e a vontade de amar eu eu tenho a minha musa ZU, que quando com ela estou quer seja pessoalmente ou no virtual, me sinto como um verdadeiro pinto no lixo de tanto prazer, pois é imenso a paz, a cumplicidade e a inspiração que ela me passa e enome delas que homenageio a todas as mulheres que são musas e servem de inspiração de alguem, que seja em todos os sentidos e para todos.   
 
Tem aquelas mulheres anonimas do cotidiano, da humilde catadora de papéis até as que mais que se destacam em suas atividades de nivel superior. Verdadeiras divas para alguem, disto tenho certeza, elas são as Marias, Julianas, Clarinhas....., e é em nome delas é que homenageio a todas as mulheres.
 
Aproveitando para fazer um apelo neste dia em especial a todos os homens e o porque neste dia. É que infelizmente temos em nosso meio uma boa gama de homens que acham que o dia da mulher é só dia 8 de março, ledo engano, o dia da mulher é a todo instante que respiramos, pois lembren-se se não fose uma voce não estaria respirando.
 
Logo em todos os dias, ame, acaricie, faça cafuné, planta bananeira e o mais importante. Respeite as mulheres que respeito é bom e elas fiseram por onde merecer, pois NASCERAM MULHERES.
 
 
Djalma Pinheiro
Faceboock: gabinanacomerv@gmail.com
Blog: http://poesiaepapodebotequim.blogspot.com.br/
Comunidade: ttps://www.facebook.com/Papo-de-Botequim-com-poesias-MPB-478793652292942/
E-livros: Disponíveis gratuitamente em meu site. 
 
Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 08/03/2009
Alterado em 16/05/2016
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras