Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos

Ah, enfim o amor......
 
Ah, este estranho amor
Quando se ama se propõe a sorrir e a sofrer
Principalmente a sorrir quando tenho você
 
Mas ao não te ver, sofro e fico como um barco a deriva
Ao sabor das ondas da boemia
De bares em bares, fazendo da vida a minha poesia
 
Ai eu digo este é o sofrer
Não sei se sofro pela minha solidão
Ou se sofro por não poder ter você
 
Mas tenho certeza de que voltarei a sorrir
Que seja por ter você
Ou conseguir te esquecer
 
Este é o estranho amor
 
 
Djalma Pinheiro
Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 17/03/2009
Alterado em 17/03/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras