Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos

Procura-se.....
 
Triste ironia do destino
Nasci predestinado a ser poeta
Nasci para falar de amor, de carinho
No entanto vivo sozinho
 
Sozinho pelos bares da vida
A escrever as minhas linhas em versos e prosa
Enaltecendo amor entre os seres
Mas e eu, como fico?
 
Fico na retaguarda de meu coração
Que clama, grita pelo meu par
Fico a procura de bar em bar
Mas nas mesas só um ébrio
A clamar
 
Hei você mulher ai quer me amar.........
 
 
Djalma Pinheiro
Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 06/04/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras