Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos

  
Moradia de anjo......
 
 
Dentro daquela mulher mora um anjo
Que a torna um anjo vestido de branco
O mesmo branco da paz
O mesmo branco da paciência e doçura
 
 
A maioria das vezes este anjo vestido de branco
Esta ao nosso lado nas horas mais doloridas de nossas vidas
Pois é quando estamos nos despedindo dela
Jogados em um leito de um hospital
 
 
Muitas vezes nos sentimos abandonado por todos
Mas lá esta o anjo de branco ao nosso lado
A ministrar os nossos remédios
Torcendo e não medindo esforços para a nossa recuperação 
 
 
Nossa até no estertor de nosso ultimo sopro de vida
Nos, deparamos com o mesmo anjo vestido de branco
Com feições diferentes, mas o anjo é o mesmo
 
 
Que traz em seu coração o mesmo sentimento de um, outro anjo
Que também dedicou sua vida a nos dar vida
São Camilo de Lellis
 
 
Que este escrito sirva para dizer a todos os anjos de branco
 
 
Obrigado por dentro de você morar o meu anjo......
 
Djalma Pinheiro
Publicado no: http://www.recantodasletras.com.br/autores/djalmapinheiro

ESTE POEMA TAMBEM  ESTA EM VIDEO. VER "LINKS"

Dedico este escrito ao meu saudoso compadre JORGE O CARMO, Profissional que em vida não media esforços para ajudar ao próximo. Sempre prestativo nos  Laboratórios das Emergencias (era um senhor Farmaceutico Bioquimico).
 

 Este escrito é uma homenagem, a estas mulheres e homens, seres iluminados que vivem a cuidar de todos nós, quando estamos muitas vezes a nos despedir da vida. Serve como exemplo minha amiga enfermeira Geisa Silveira. Amiga este humilde escritor, acredito que em nome de todos simplesmente diz OBRIGADO. 

 
"Amor e Luz"

Autoria de W. Luz e N. Farias


Amor e Luz
A mão que toca e faz
A dor ficar menor
O seu olhar afaga
Amor e Luz
No silêncio das noites
O guardião da vida
Basta você chamar
Vive a vida
Pra tantas vidas
Muitas vezes sem saída
Nem o tempo cura as vezes essas feridas
Mas um sedativo é sempre o ombro amigo
Nem o tempo cura as vezes essas feridas,
Mas um sedativo é sempre o ombro amigo
O Enfermeiro, a Enfermeira
Transcendem suas lutas pelos leitos
O Enfermeiro, a Enfermeira
Já é eleito em nossos corações amor e luz
Amor e Luz
Amor e Luz, uma bandeira branca avisa
A vida sempre vale mais
Amor e Luz
Amor e Luz, chama acesa
Vida em tantos hospitais
Vive a vida...

 
 

 
 
 
 
 
 


Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 21/05/2009
Alterado em 29/01/2010
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras