Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos


Meus carnavais...
 
Tirei minha fantasia de minha escola
Fantasiei-me de mim mesmo para encarar a vida
Deitei em minha cama
Com meus pensamentos longíncuos
E neles passou toda a minha vida de outros carnavais.
 
Ainda menino pobre de subúrbio
Estava com a fantasia do Bloco dos Tamanqueiros
Sambando em cima de paralelepípedos
 Brincando inocentemente como uma criança que ainda era.
 
Já na adolescência, em um baile de clube
Com uma mascara que não me lembro de que
Onde só apareciam meus olhos castanhos claros
E ao encarar o olhar da morena esguia e bela
Fantasiada de cigana
Enamorei-me e pela primeira vez senti meu coração pulsar diferente
Era sim um amor à primeira vista e um amor juvenil
Puro, que em breves momentos
Vime encostado em seu corpo
Estremecia todo meu ser
Mas acabou  com o fim do baile meu primeiro amor.
 
Já rapazola apaixonado pela vida
Tive sim diversos amores de carnaval
Mas nada se comparava a minha musa, na quadra de minha Mangueira
Ela sambando, gingando ao som do Samba Enredo
Deixava-me extasiado com sua beleza
E quando acabava o samba, íamos para nosso ninho
Noites quentes de amor
Onde as juras de amor pareciam se eternizarem.
 
Hoje já um Senhor
Fico assim, nostálgico, mas não melancólico
Pois minha musa escafedeu-se
Para viver um novo amor
E agora vivo a cantar  pedaços da perola de Martinho da Vila
“E o capoeira ficou com seu povo a cantar
Lalaialalará ...”

 
Djalma Pinheiro
Publicado em: www.djalmapinheiro.recantodasletras.com.br
Faceboock: https://www.facebook.com/djalma.pinheiro.9
Blog: http://poesiaepapodebotequim.blogspot.com.br/
Comunidade: ttps://www.facebook.com/Papo-de-Botequim-com-poesias-MPB-478793652292942/
Academia Mundial de Cultura e Literatura – Cadeira:13 – patrono: Vinicius de Moraes
E-livros: Disponíveis gratuitamente em meu site.

 
Yayá do Cais Dourado grande samba enredo da Vila Isabel  em 1969, mais um perola da MPB deste magnífico Poeta MARTINHO DA VILA

 
Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 26/02/2017
Alterado em 26/02/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras