Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos


Anjos perdidos
 
Maria perdida
Perdida pela orla
Perdida pelos pais 
Perdida pelo destino
Perdida pela vida.

 
Ah, com és linda
Com seu andar sensual
Parecia que levitava ao andar
Seus passos e seus requebros
É um colírio para os olhos
Seus grandes verdes olhos 
É a entrada de sua alma.

 
Assim é Maria 
Que pela beleza 
De seus dezesseis anos
Se prostituia na orla
Em busca de míseros trocados
Para em breves momentos
De alucinações pelo tóxico
Se sentir uma Afrodite
Que rodeada de Deuses gregos
Via neles a salvação de sua alma.

 
Uma alma, que clama
Clama por ajuda
Clama por sossego 
Clama por paz
Clama por amor
Clama por luz.

 
Assim é Maria
Que pode ser chamada de 
Qualquer nome 
Ou se você preferir de 
Anjo perdido...

 
Djalma Pinheiro

Publicado em: www.djalmapinheiro.recantodasletras.com.br
Faceboock: https://www.facebook.com/profile.php?id=100009348940426
Instagran:  djalmapinheiro4755
Comunidade: ttps://www.facebook.com/Papo-de-Botequim-com-poesias-MPB-478793652292942/
Imortal da Academia Mundial de Cultura e Literatura – Cadeira:13.
E-livros: Disponíveis gratuitamente em meu site.

 
Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 30/12/2018
Alterado em 26/07/2019
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras