Djalma Pinheiro

Ah, se eu fosse um poeta....

Textos


Coração em poesia...
 
Este estranho coração
Bem um coração de poeta
Muitas vezes dolorido
Outras vezes transbordando de amor
Dolorido pelas agruras do desamor
Transbordando de amor em minhas escritas.
 
Mas ele bate
Ele sangra
Ele grita
Ele na realidade quer amar.
 
Um amor infinito
Como em minhas poesias
Um  amor de esperança
Baseado em amizade e confiança
Ai, sim este estranho coração
Voltara a transbordar de amor
Como um coração de um poeta
E assim  ser um coração em poesia....
 

Publicado em: www.djalmapinheiro.recantodasletras.com.br
Blog: http://poesiaepapodebotequim.blogspot.com.br/ 
Faceboock: https://www.facebook.com/djalma.pinheiro.9
Academia Mundial de Cultura e Literatura – Cadeira:13 – patrono: Vinicius de Moraes
Comunidade: ttps://www.facebook.com/Papo-de-Botequim-com-poesias-MPB-478793652292942/
Página no Face: https://www.facebook.com/groups/169700586705163/
E-livros: Disponíveis gratuitamente em meu site. 
 
Djalma Pinheiro
Enviado por Djalma Pinheiro em 16/07/2016
Alterado em 06/09/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras